Após tentar passar por cima da lei, petistas ameaçam processar juíza que impediu visita à Lula

COMPARTILHAR

PR — Carolina Lebbos, juíza responsável pela carceragem do ex-presidente Lula, recusou o pedido de visita de vários parlamentares petistas à Lula. Para justificar tal ato, ela disse que o dia de visita do ex-presidente é quinta-feira, não segunda, e quebrar essa regra seria prejudicial à isonomia dentro da prisão.

Tendo em vista essa decisão da juíza, parlamentares petistas declararam que processarão Carolina, que teria sido parcial na decisão contra Lula.

O líder do PT na câmara, Paulo Pimenta, afirmou que a medida de Carolina é inconstitucional, uma vez que a constituição prevê a visita de parlamentares ao cárcere. Ele apenas se esquece de dizer que o pedido foi feito fora do dia de visitas de Lula, que não deve receber tratamento especial, por ser apenas mais um preso.

“Cabe aí medidas judiciais urgentes”, desabafou. “Isso é um fato de repercussão internacional. É algo extremamente grave do ponto de vista do precedente que abre”, disse.

Se o precedente que abre é o tratamento isonômico dos presos dentro, além do cumprimento petista à lei, somos todos a favor dessa medida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Coloque seu nome aqui