Cármen Lúcia não quer ser chamada de “presidenta” enquanto estiver no Planalto

COMPARTILHAR

DF – O Conexão Política informou:

“A presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Cármen Lúcia, assumiu nesta sexta-feira a Presidência da República no lugar de Michel Temer, que viajou ao Peru para a 8ª edição da Cúpula das Américas. Segunda mulher a ocupar a Presidência, Cármen Lúcia deve ficar no cargo até a tarde deste sábado, quando está previsto o retorno de Temer ao Brasil.

A presidente em exercício chegou ao Planalto pouco depois das 15h. Segundo auxiliares, ela não usou a cadeira presidencial e para as audiências e avisou que não gostaria de ser chamada de “presidenta” como Dilma gostava.

Em agosto de 2016, quando assumiu a presidência do Supremo, Cármen Lúcia já havia ressaltado sua preferência pelo termo “presidente”.

Eu fui estudante e sou amante da língua portuguesa e acho que o cargo é de presidente, não é?”, disse Cármen Lúcia durante sessão na Corte.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Coloque seu nome aqui