Marcelo Odebrecht comenta que usou recursos do programa de submarinos de Lula

COMPARTILHAR

NOTA. Em depoimento a ao juiz Sergio Moro, o criminoso Marcelo Odebrecht comentou que Demerval Gusmão recebeu um adiantamento para servir de laranja no negócio da sede do Instituto Lula. “Teve adiantamento do Prosub e se pagou a parcela por dentro”, disse.

O Prosub é um programa de compra de submarinos com propulsão nuclear da França. Segundo o depoimento de Marcelo, a ideia era que Demerval comprasse o terreno, construísse ou alugasse para o Instituto Lula num esquema built-to-suit. “Ele seria ressarcido pela doação que seria feita ao Instituto Lula.”

As informações são do O Antagonista.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Coloque seu nome aqui