Os senadores, que custam R$160 mil por mês para o contribuinte, abandonaram o trabalho e resolveram brincar de revolução em Curitiba

COMPARTILHAR

NOTA. Os senadores petistas abandonaram seus trabalhados e  estão em Curitiba, capital paranaense, brincando de revolução.

Antes de Lula ser preso, os parlamentares já estavam há meses viajando com a caravana comunista.

Um levantamento da ONG Transparência Brasil mostrou que cada senador da República custa, em média, 1,92 milhão de reais por ano. Esse número dividido por 12 meses chega a 160 mil reais. O valor do salário bruto dos parlamentares é 33.762 mil reais, no entanto, com todas as regalias, privilégios e mimos, esse valor é muito mais alto.

Pois bem, Lindbergh Farias e Gleisi Hoffmann negligenciam seus mandatos, falam contra as leis, atentam contra as instituições e insultam a imprensa. Não demonstram nenhum respeito aos pagadores de seus salários.

Há motivos para eles continuarem com o mandato?

As informações são do Diário do Brasil.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorMoro bota Lula em seu devido lugar ao negar regalias ao presidiário
Próximo artigoPetistas querem usar o nome de Lula na Câmara
Formada em teatro e graduando-se em direito. Integra o Movimento Brasil Livre. Email para contato: francineggalbier@gmail.com. O Diário Nacional é um blog com linha editorial à direita, que faz cobertura de notícias políticas e textos de opinião, contando com diversos colaboradores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Coloque seu nome aqui