O enigma do ministro Luís Roberto Barroso do STF

COMPARTILHAR

OPINIÃO – Diante das últimas posturas adotadas pelo ministro Barroso de perseguição implacável contra alguns investigados na operação Lava-jato, destaca-se a sua dedicação quase exclusiva ao presidente Michel Temer, seu alvo predileto dos ultimos meses, o que tornou para muitas pessoas a figura do ministro do STF um justiceiro da sociedade.

Mas não se enganem, pois não há nada de heróico, muito menos existem motivos nobres em seus atos, posto que o ministro Barroso não é contra a criminalidade, já que desde o começo de sua carreira jurídica adotou a filosofia do estado penal mínimo, isto é, da abolição da maioria dos tipos penais.

Ele sempre defendeu que os criminosos não sejam presos e punidos, só que desde que assumiu uma cadeira no STF percebeu que é interessante atacar outros poderosos do país, pois ele não admite dividir o poder e ter alguém para confrontá-lo, e por isso ele mudou parcialmente o discurso querendo ser agora ultra rigoroso com políticos e grandes empresários, mas contra os traficantes, terroristas, estupradores, assassinos em série, ele continua com toda a sua benevolência de sempre, já que para ele esses marginais são vítimas da sociedade.

O ministro do STF quer apenas atacar e destruir qualquer um que possa confrontá-lo para quando ele estiver na presidência do STF ele ter o comando absoluto do país e conseguir impor sua agenda marxista que prega: a ideologia de gênero; a liberação das drogas; a extinção de vários crimes graves; a liberação do aborto em qualquer etapa da gestação; a liberação da sexualiação infantil e etc.

Aquele episódio em que o ministro Barroso se referiu ao ministro Joaquim Barbosa de “negro de primeira linha” exteriorizou apenas a verdadeira natureza dele que tenta esconder a todo custo.

Enfim, o ministro Luís Roberto Barroso não é o herói, parecendo mais um anticristo que num primeiro momento prega a justiça e paz para se consolidar sozinho no poder com o apoio popular para depois impor sua terrível ditadura contra o povo. Acordemos antes que seja tarde demais.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorPT espera que imagens de apoio a Lula possam pressionar o STF a soltá-lo da prisão
Próximo artigoGravíssimo: ex-ministra do STJ denuncia blindagem do Judiciário em delações da Lava Jato
Advogado. Ativista político. Aluno do curso de doutorado da Universidad de Buenos Aires - UBA. Pós-graduado pela Escola da Magitratura do Rio de Janeiro - Emerj. Membro das comissões da Igualdade Racial e Defesa do Consumidor da OAB/PR. Autor do livro "Nas Entrelinhas da Política" e coautor do livro "Reflexões Atuais da Filosofia do Direito sob a Perspectiva da América Latina". Contato@pierrelourenco.com.br O Diário Nacional é um blog com linha editorial à direita, que faz cobertura de notícias políticas e textos de opinião, contando com diversos colaboradores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Coloque seu nome aqui