Ministro Barroso do STF, o inimigo número um da recuperação econômica do país

COMPARTILHAR

OPINIÃO – O ministro Barroso do STF está apostando todas as suas fichas neste caso dos portos para tentar derrubar o governo, ao proferir decisões precipitadas, autoritárias e desmedidas uma em cima da outra, agradando apenas os radicais da esquerda que é a sua escola de formação ideológica e agradando também os desavisados oriundos da escola do puritanismo extremo que defendem a vinda de um messias para tentar consertar o país, mas se esquecem que o Messias já veio a terra e disse: “… atire a primeira pedra aquele que não tiver pecado”.

Em poucos dias o ministro Luís Roberto Barroso do STF determinou a quebra dos sigilos telefônico e telemático do presidente da República; ordenou que se investigasse suposta quebra de sigilo do inquérito dos portos atribuindo a culpa ao presidente da República e, por fim, fixou um novo indulto de natal, fora de época, para os presidiários. No entanto, se esquece o ministro que não são investigáveis atos do presidente anteriores a posse no cargo (Art. 86, § 4º, da CRFB); se esquece que as informações do inquérito foram divulgadas pelo próprio site do STF e que toda a imprensa sempre teve informações privilegiadas sobre todas as investigações e nunca foram investigadas; se esquece que o indulto de natal só pode ser concedido pelo presidente da República (Art. 84, XII, da CRFB). Não podemos esquecer que o ministro Barroso foi um dos que estava extremamente satisfeito com a delação da impunidade da JBS que dava completa impunidade aos dois maiores marginais do país, os irmãos Batista da JBS, bem como ele se manifestou contra todas as reformas implementadas pelo governo.

Lembremos que um país sem governante é o mesmo que estar em um avião sem piloto. Em 2014 o avião chamado Brasil levantou voo para uma viagem que só terminará em 1º de janeiro de 2019, mas com o impeachment de Dilma perdemos a nossa piloto, sobrando agora apenas o copiloto Temer para aterrissar essa aeronave em segurança. Se não querem que a aeronave caia e se despedace temos que aguardar até o final do mandato, pois não há economia que sobreviva a tantas mudanças de governo. Quanto ao ministro Barroso do STF, se após essa investigação toda ele não encontrar nada contra o presidente Temer, só lhe restará cair em completa desgraça.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Coloque seu nome aqui