Kim Kataguiri processa CUT, Brasil 247 e Altamiro Borges por ofensas criminosas

COMPARTILHAR

SP, São Paulo — Ativista e líder nacional do Movimento Brasil Livre, Kim Kataguiri está ingressando com uma ação de indenização por difamação na justiça contra o blogueiro Altamiro Borges, a Editora Brasil 247 – dona do site petista Brasil 247 – e contra a Central Única dos Trabalhadores, CUT.

Considerado um dos 30 jovens mais influentes do mundo pela revista norte-americana Times, Kataguiri recebe constantes ataques sujos da extrema-esquerda. Alvo constante da mídia petista, está reagindo contra as difamações na justiça.

Na ação, é exposto que os réus – com posicionamentos de extrema-esquerda – agridem constantemente a imagem e honra de Kataguiri, com textos que vão muito além de críticas e que constituem verdadeiras injúrias que ferem os direitos de personalidade do ativista.

Agredido diversas vezes e acusado de fascismo, é argumentado na ação que as ofensas perpetradas pelos réus vão muito além do aceitável dentro do jornalismo. Por isso, se pede indenização por danos morais e que os conteúdos ofensivos sejam retirados do ar.

Procurado pela reportagem, Kim declarou que “os blogs sujos têm de pagar pelas suas mentiras”.

Em um de seus diversos textos, Altamiro escreve:

“Já que está tão preocupado com o terrorismo, Kim Kataguiri poderia ter aproveitado a sua coluna de estreia para explicar a presença de pessoas armadas no acampamento liderado pelo MBL em Brasília, no final do ano passado. A polícia local chegou a apreender um carro com um arsenal de guerra. Já na Marcha das Mulheres Negras, tiros foram disparados por dois participantes do ato pelo impeachment da presidenta Dilma. O acampamento “terrorista”, que foi autorizado por Eduardo Cunha, o ex-aliado carnal do MBL, só foi dissolvido após estas manifestações de violência. Na ocasião, o jovem fascista “Kimta Katiguria” afirmou que os vândalos detidos pela polícia eram “infiltrados”. Será?”

As mentiras são em reação a uma coluna escrita por Kataguiri à Folha, onde condenava a ação terrorista de Black Blocks, que é defendida por Altamiro.

“Em sua primeira coluna, nesta terça-feira (19), Kim Kataguiri escreveu um artigo hidrófobo contra o “terrorismo” do Movimento Passe Livre e aproveitou para defender a chamada “lei antiterror”, em debate no parlamento.”

Na sua descrição, Altamiro declara que seu blog – Blog do Miro – é “uma trincheira na luta contra a ditadura midiática”, o engraçado é que pela sua postura “jornalística”, fica evidente que a ditadura midiática de esquerda é o ideal a ser atingido por ele.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Coloque seu nome aqui