Flávio Rocha sai em defesa de Gusttavo Lima: “A mídia tradicional precisa muito entender o sentido da palavra liberdade”

COMPARTILHAR

SOCIEDADE — Fundador do movimento liberal Brasil 200, o empresário e presidente das Lojas RiachueloFlávio Rocha, se manifestou sobre a perseguição que o cantor sertanejo Gusttavo Lima está sofrendo da mídia de esquerda após se manifestar contra o Estatuto do Desarmamento.

“Muito bem pontuado por Bene Barbosa: “Começou o assassinato de reputações”. A vítima da vez é Gusttavo Lima. Depois do Fantástico, agora é a vez do site da Veja, que perde o seu tempo – e o do leitor – falando o preço do novo jato do cantor. Gusttavo ofendeu tanta gente assim ao expor a sua opinião? A mídia tradicional precisa muito entender o sentido da palavra liberdade.”, escreveu Rocha em sua página oficial no Facebook.

O empresário está se referindo à reportagem exibida pelo Fantástico no último domingo, 25, e de uma nota publicada pela Veja ontem, na segunda, 24, após o cantor começar a receber apoio de grande parte da sociedade por conta do ataque global.

A nota diz apenas o seguinte:

“Em busca de voos mais altos, o cantor Gusttavo Lima trocou de avião. Ele aposentou seu Haeker 800, de 10 milhões de reais, e comprou um bem maior, modelo EMB 135. No mercado, o novo jato sai por 40 milhões de reais.”

Provavelmente, pela falta de profundidade, a intenção é apenas colocar o cantor em uma elite artística. A verdade é que Gusttavo é um dos nomes mais importantes da música sertaneja na atualidade, e que esse é o tipo de música que mais vende no mercado brasileiro. Logo, não é de se estranhar que ele tenha bastante dinheiro. Enriquecer pelo próprio trabalho – ainda mais quando a pessoa tem origem humilde – não é demérito, pelo contrário.

Gusttavo virou alvo da mídia que segue a agenda de esquerda. E não é porque comprou um jato mais caro que o antigo. É porque declarou apoio ao armamento como legítima defesa.

ENTENDA 

Gusttavo se posicionou politicamente, e fez uma postagem em seu Instagram apoiando a revogação do Estatuto do Desarmamento.

“Hoje em dia no Brasil só está desarmado o cidadão de bem. Revogação do Estatuto do desarmamento já… Nossas família e nossas casas protegidas, Barrett .50… Tarde no clube de tiro, thank You brooo”, escreveu Gusttavo, além de declarar voto ao deputado e pré-candidato Jair Bolsonaro.

Foi o suficiente para a Rede Globo editar completamente o especial que iria ao ar neste domingo, 25, com um pocket show de várias músicas do cantor.

No lugar, foi exibida uma matéria de 6 minutos onde 4 foram partes editadas de poucas canções do especial, e o restante uma crítica ao posicionamento do cantor. Ele precisou até mesmo se “explicar” para a emissora em um vídeo caseiro.

Em tom de sermão, o Fantástico tenta fazer uma ligação com a declaração de Gusttavo ter acontecido na Flórida, EUA, com atentados e tiroteios já ocorridos no local.

“Essa entrevista e o musical com o Gusttavo Lima foram gravados semana passada, antes de uma postagem controversa do cantor na internet”, diz a apresentadora Poliana Abrittes, quase pedindo desculpas aos militantes da esquerda que assistem ao programa pela exibição de um conteúdo com o sertanejo armamentista.

Após isso, Poliana diz que “o vídeo no stand de tiro foi gravado na Flórida, onde o cantor passeava com a família” e que esse é “o mesmo estado há que 11 dias um aluno entrou numa escola armado com um fuzil AR-15 e matou 17 pessoas.”

Para finalizar, Poliana diz que “a manifestação de Gusttavo Lima aconteceu em um momento em que o país passa por uma grave crise de segurança pública, a ponto do Rio de Janeiro ter sofrido uma intervenção federal comandada pelo Exército.”

GUSTTAVO REAFIRMA POSICIONAMENTO

Na explicação que teve de dar à reportagem, Gusttavo reafirmou seu posicionamento dizendo que é a favor do porte de armas para o cidadão de bem. Contudo, o Fantástico não exibiu a resposta completa, e o cantor mesmo postou o vídeo na íntegra nas redes sociais.

Do vídeo de quase 2 minutos feito pelo cantor, onde ele explicava porque defende o armamento, foi exibido apenas os últimos segundos, sem o contexto.

“As pessoas deveriam pelo menos ter o direito de se defender, já que o nosso Governo não faz isso (…) Que as nossas famílias tenham o direito de se proteger, já que estamos tão ameaçados e tão jogados.”

O cantor também relatou um assalto que sofreu há 40 dias atrás e comentou: “Foi a pior sensação que eu poderia ter na minha vida, essa sensação de impotência. Só quem já passou por isso sabe o que estou falando. Daí eu fico pensando. Sempre rodeado de pessoas e me assaltaram. Imagina o trabalhador, que muitas vezes volta tarde da noite pra casa. (…) Qual a tranquilidade que eu ou qualquer pessoa tem quando sai pra trabalhar?”

Assista o vídeo completo:

Além do empresário Flávio Rocha, nome importante da direita brasileira, o apresentador e humorista Danilo Gentili também manifestou apoio à Gusttavo. Em seu Twitter, ironizou o Fantástico. Veja:

Pelas redes sociais oficiais de Gusttavo Lima, milhares de brasileiros estão deixando suas mensagens de apoio.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Coloque seu nome aqui