Perto da votação, projeto Escola Sem Partido está com força na Câmara Municipal de São Paulo

COMPARTILHAR

SP — A votação do projeto Escola Sem Partido está se aproximando, após ser aprovado em todas as comissões no final de 2017. Agora, em sua reta final, já está em maioria entre os votos declarados.

O projeto 325/14, do vereador Eduardo Turma e de Fernando Holiday, é uma reação à doutrinação escolar observada com clareza nos últimos tempos, em vários vídeos-denúncia publicados por estudantes. Neles, o professor desvia-se do assunto chave da aula para espalhar sua ideologia. Em outros casos, o aluno expõe sua opinião divergente e é humilhado pelo professor.

Hoje a maioria dos votos declarados são a favor do projeto, faltando poucos para a aprovação (faltam 6 votos, dos 16 indecisos).

Os votos contra são principalmente dos vereadores petistas, que votam não de acordo com suas convicções, mas sim pela agenda do partido (o PT tem 9 dos 17 votos contra).

O projeto não acrescenta nenhuma lei curricular às escolas, apenas institui um cartaz, para mostrar ao aluno seu direito constitucional de pluralidade de ideias.

Precisamos de professores, e não de doutrinadores. Todos devemos ter o direito de criar nossas próprias opiniões.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Coloque seu nome aqui