Senadora comunista cria projeto de lei que pode proibir whatsapp de funcionar no Brasil

COMPARTILHAR

DF — Mais um episódio da série: “políticos que acham que o Estado pode se meter em tudo”. 

Leia a matéria publicada pelo O Antagonista:

“Um projeto de lei no Senado transforma em infração passível de multa a inclusão de pessoas em grupos de Facebook, WhatsApp ou Telegram sem o consentimento prévio delas, relata a Gazeta do Povo.

O projeto é de Vanessa Grazziotin, do PC do B –que, imagina O Antagonista, se irritou de tanto receber no WhatsApp memes do tipo “Lula preso amanhã”–, e já foi aprovado na CCJ da Casa.

De acordo com o texto, o usuário precisa ser consultado antes de ser cadastrado em comunidades, páginas e eventos de redes sociais e aplicativos de mensagens instantâneas.

Caso isso não aconteça, o projeto prevê punições às empresas de tecnologia, que vão desde advertência a multa de até 10% do faturamento, suspensão temporária e até proibição do serviço no país.

Ou seja: no limite, o Brasil todo pode ficar sem WhatsApp porque a tia de Fulaninho o adicionou ao grupo da família e ele não para de receber mensagens edificantes e piadas de péssimo gosto.

É o que dá quando gente que não tem a menor noção de como a internet funciona e acha que a solução para tudo é mais Estado resolve ter ideias.”

Dona Vanessa, você não tem mais o que fazer?!

9 COMENTÁRIOS

  1. Essa Vanessa Grazziotin está precisando mesmo é de uma naba de 30 centímetros,dura como aço…Mulher sem macho fica indócil…É compreensível….

  2. Eu gostei. Não suporto quando colocam meu nome nestas listas sem meu consentimento. Espero que a lei seja aprovada. Mas é claro que a parte da punição está exagerada. Mudando isso aí, eu vou celebrar se for aprovada. Uma boa ideia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Coloque seu nome aqui