Para Gebran, a prática criminosa de Lula deturpou o processo político

COMPARTILHAR

POA — O relator da ação triplex do Guarujá em segunda instância, que corre contra o ex presidente Luiz Inácio Lula da Silva no TRF-4, João Pedro Gebran Neto, considerou a culpa do petista “extremamente relevante”.

Para o desembargador, a prática criminosa de Lula atingiu a “estabilidade democrática em razão do sistema eleitoral severamente comprometido”, e deturpou o processo político.

Na dosimetria da pena, para o crime de corrupção, o relator estabeleceu a pena de 8 anos e quatro meses de reclusão. Para lavagem de dinheiro, foram 3 anos e 9 meses.

As informações são do O Antagonista.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Coloque seu nome aqui