“Não estamos prontos para o fenômeno Macron, precisamos de um Reagan ou uma Thatcher”, diz Flávio Rocha

COMPARTILHAR

POLÍTICA — Empresário e presidente das Lojas Riachuelo, Flávio Rocha falou ao Valor sobre o cenário político das eleições presidenciais desse ano. Para ele,“está faltando o candidato óbvio”.

Rocha acredita que esse candidato deve ser liberal na economia e conservador nos costumes. “Não estamos prontos para o fenômeno Macron, precisamos de um Reagan ou uma Thatcher”, disse.

Ainda, acredita que “a defesa da livre iniciativa vai consertar o país, mas não vai ganhar eleição. O que ganha eleição são o discurso contra o desarmamento, ideologia de gênero; e defesa da redução da maioridade penal.”

Sobre os dois nomes que são considerados pelas recentes pesquisas eleitorais como os mais fortes na disputa ao Planalto, Rocha diz que Bolsonaro tem o discurso cruzado, conservador nos costumes e estatizante, contras as reformas na questão econômica”.  Enquanto “o Lula que vemos agora tem o discurso marxista na economia e de Gramsci na área dos costumes”.

As informações são do Valor Econômico.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Coloque seu nome aqui