Haddad perde a cabeça e ataca delegado da PF

COMPARTILHAR

Fernando Haddad disse, em nota, que seu indiciamento pela Polícia Federal por caixa dois “é um ato discricionário do delegado João Luiz de Moraes Rosa, que não implica em contraditório”. As informações são do Antagonista.

Haddad disse que o delegado “desconsiderou o depoimento do dono da gráfica, o empresário Francisco Carlos de Souza que negou ter recebido recursos da UTC para quitar dívida de campanha do ex-prefeito Fernando Haddad” e “as provas apresentadas que atestam a suspensão da única obra da UTC na cidade, o túnel da avenida Roberto Marinho, em fevereiro de 2013, data anterior portanto ao suposto pagamento”.

“Da mesma forma que outras ações do delegado João Luiz de Moraes Rosa foram bloqueadas pela Justiça, temos a confiança que está terá o mesmo destino”, acrescentou o ex-prefeito petista.

Haddad é considerado plano B do PT para 2018. Ou era.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Coloque seu nome aqui