Cadernos Jandaia é acusada de racismo e machismo: uma das capas não traz Mulher Maravilha nem Cyborgue

COMPARTILHAR

A marca de Cadernos Jandaia está sendo atacada através de sua página no Facebook por conta de uma versão de cadernos da Liga da Justiça que Cyborg e Mulher Maravilha não estão presentes:cadernos-liga-justica.jpg

Conforme noticiado pelo ILISP, o analista pedagógico da Faculdade Santo Agostinho, Bruno Braga, acredita que empresa deveria “recolher esse lote de cadernos com arte sem o Cyborg e Mulher Maravilha” e “demitir esse funcionário machista e racista” porque “caderno de super-herói não é só para menino e gente branca”.

Sobre a polêmica, empresa informou que fez “o lançamento da coleção de cadernos do filme Liga da Justiça (…) com quatro capas diferentes (…) para oferecer aos consumidores e fãs opções variadas de nossos cadernos como pode ser visto abaixo”.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Coloque seu nome aqui