Eugênio Aragão perde a cabeça após Raquel Dodge pedir condenação de Gleisi Hoffmann

COMPARTILHAR

Ex-ministro da Justiça de Dilma, Eugênio Aragão perdeu a cabeça após as alegações finais apresentadas pela Procuradora-geral da República contra Gleisi Hoffmann e o ex-ministro Paulo Bernardo.

“Não surpreenderam as alegações finais apresentadas pela procuradora-geral da República, doutora Raquel Dodge, contra a senadora Gleisi Hoffmann e o ex-ministro Paulo Bernardo. Como na parábola do escorpião e da tartaruga, Sua Excelência não podia negar sua natureza. Afinal, para chegar lá, não contou com a indicação de um chefe de governo eleito e com contas a prestar à sociedade. Contou tão e só com eleição corporativa na qual, para constar de ilegítima e ilegal lista tríplice, teve que prometer rios e fundos a seus colegas”.

Ao que parece, Aragão queria que Dodge continuasse sem requerer a condenação de petistas.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorHomem também já havia falado “Globo lixo” ao vivo no SP TV
Próximo artigoDelação de Palocci avança e aterroriza os petistas
Formada em teatro e graduando-se em direito. Integra o Movimento Brasil Livre. Email para contato: francineggalbier@gmail.com. O Diário Nacional é um blog com linha editorial à direita, que faz cobertura de notícias políticas e textos de opinião, contando com diversos colaboradores.

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Coloque seu nome aqui