Cristovam adia licença de 121 dias por causa de suplente petista denunciado por sexo com menor

COMPARTILHAR

“É uma acusação gravíssima”, declarou o senador Cristovam Buarque sobre o caso de Wilmar Lacerda, suplente petista que assumiria o mandato de Buarque por alguns meses.

Como pretende concorrer à Presidência no ano que vem, Buarque havia pedido afastamento temporário para viajar em pré campanha. 

Quando foi anunciado que Wilmar Lacerda assumiria o posto, veio então a tona a história de que o petista é acusado de exploração sexual com uma adolescente de 17 anos.

Cristovam, em um ato de lucidez, resolveu que seria mais prudente não sair de licença “até que sejam esclarecidas quaisquer denúncias envolvendo o nome de Wilmar”.

As informações são do Congresso Online.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Coloque seu nome aqui