Lula insiste e dá a entender que vai censurar a mídia se for eleito

COMPARTILHAR

Em entrevista à Fernando Morais, o ex-presidente Lula voltou a falar em “democratização dos meios de comunicação”, eufemismo para censura.

Basicamente, este tipo de proposta bolivariana visa regular os meios de comunicação para torná-los mais dependentes de verbas estatais. A partir disso, o uso dessas verbas começa a direcionar o conteúdo.

Mesmo assim, Lula argumenta: “O que nós queremos é garantir a democratização. Que as pessoas também possam ter acesso aos meios de comunicação. Que a gente possa garantir o direito de resposta decentemente. Que a gente possa fazer com que as universidades tenham televisão. Que o sindicato tenha televisão. E que a gente possa efetivamente democratizar”.

Ele afirma que não que censura como aquela feita em Cuba ou na China. Diz que quer uma “regulação que pode ser igual à inglesa, igual à alemã, igual a dos Estados Unidos”. Porém, nesses países não existe uso de verbas estatais para os meios controlados.

Ele confessa a intenção desde o início da última posse de Dilma: “Nós tínhamos um projeto que era para dar entrada quando a Dilma tomou posse. Eu acho que ela também foi induzida, como eu, a que uma conversinha a mais resolve. Um café a mais resolve, um jantar a mais resolve. Não resolve”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Coloque seu nome aqui