Nova BNCC proposta por Mendonça Filho impõe ensino de Ideologia de Gênero em todas as escolas

COMPARTILHAR

Desde a denúncia feita pelo político paranaense Filipe Barros de que Mendonça Filho, o Ministro da Educação, pretende alterar a Base Nacional Comum Curricular através de uma resolução interna e, dessa forma, incluir o ensino da Ideologia de Gênero em todos os estados, mesmo que a pauta tenha sido rejeitada em diversas Assembleias Legislativas, o autoritarismo de Mendonça Filho tem sido o assunto mais comentado nas últimas horas.

As normativas que direcionam para o ensino da Ideologia de Gênero estão dispostas no documento, que pode ser lido na íntegra aqui.

Na página 165 do documento é disposto sobre o que será ensinado pela disciplina de ARTE do 6º ao 9º ano, da seguinte forma:

(EF69AR15) Refletir sobre as experiências corporais pessoais e coletivas desenvolvidas em aula ou vivenciadas em outros contextos, de modo a problematizar questões de gênero, corpo e sexualidade. 

Já a página 181 dispõe sobre as competências específicas de educação física para o ensino fundamental:

8. Reconhecer as práticas corporais como elementos constitutivos da identidade cultural dos povos e grupos, com base na análise dos marcadores sociais de gênero, geração, padrões corporais, etnia, religião. 

DENÚNCIA

Filipe Barros lançou um vídeo explicando sobre os perigos da nova BNCC.

A repercussão tem sido grande e a sociedade já começa a se mobilizar para pressionar Mendonça Filho.

O pedido é para que o assunto seja discutido pelo Congresso Nacional.

Confira:

LEIA NA ÍNTEGRA O DOCUMENTO FINAL DA NOVA BNCC.

1 COMENTÁRIO

  1. Uma orquestração diabólica do Ministro para impor essa famigerada IG no currículo das escolas mesmo sabendo que a sociedade rejeita e as matérias realmente importantes continuam com indicadores péssimos nas avaliações. Mendonça, deixe de ser Canalha e lute por questões realmente importantes na sua pasta!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Coloque seu nome aqui