Noblat faz enquete sugerindo censura na Internet e toma invertida dos leitores

COMPARTILHAR

O jornalista Ricardo Noblat fez uma enquete no Twitter onde deu a entender defender o uso da censura.

Como exemplo, ele usou o termo “mecanismos” – para dar a impressão de impessoalidade na definição do conteúdo a ser censurado ou não, quando o processo é feito por censores humanos, e não máquinas – e criou duas alternativas que significam o mesmo: “Sou contra” e “Que fique tudo como está”. Somadas, elas davam 54%. Isso significa que até este momento perde em sua própria enquete.

Veja:

Alguns leitores aproveitaram o fato para expor o aspecto censório da medida, bem como lembrar o passado do jornalista, que divulgou uma das mais famosas “fake news” de 2017, em 18 maio, quando disse que Temer “ia renunciar”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Coloque seu nome aqui