Sanções de Trump complicam plano de Maduro de enrolar pagamento de dívida externa

COMPARTILHAR

De acordo com o Globo, o ditador Maduro tenta uma forma de enrolar o pagamento de sua dívida externa em uma reunião com credores convocada para o dia 13, em Caracas.

Mas o truque de Maduro pode não funcionar “pelas sanções financeiras impostas ao país pelos EUA em agosto, que impedem investidores americanos de comprar papéis emitidos pelo governo de Nicolás Maduro e as estatais do país”.

A escolha do vice-presidente Tareck El Aissami – conhecido por diversas práticas de violência contra opositores – para representar a Venezuela nas conversas também complicará as negociações, já que empresas e indivíduos americanos estão proibidos de participar de qualquer transação em que ele esteja envolvido.

Aissami é investigado sob acusação de tráfico de drogas nos EUA e é alvo de sanções impostas por Washington. No início do ano, o Departamento do Tesouro bloqueou ativos de US$ 500 milhões atribuídos a ele e a seus testas de ferro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Coloque seu nome aqui