Vereador Leonel Brizola Neto dá cabeçada e nocauteia companheiro de partido, mas mídia relativiza o caso

COMPARTILHAR

Durante a convenção do PSOL (RJ) para eleger a nova direção municipal, no último sábado (28), o vereador Leonel Brizola Neto – que migrou do do PDT para a legenda apenas em 2015 – se enfezou e criticou o partido por não aproveitar bem a história do avô e de seus contemporâneos. As informações são do Extra.

A ala ligada à ex-deputada e ex-candidata presidencial Luciana Genro levantou vários questionamentos dentro da sala. Ao ser questionado por um militante ligado à Genro mais incisivamente, Leonel Brizola Neto deu uma cabeçada no “companheiro”, derrubando-o no chão.

Enfim, este é um caso grave de agressão que requer investigação policial.

Mas como o agressor é de extrema esquerda o Jornal Extra fez piadinhas sobre o caso, dizendo que a convenção “teve seu momento de MMA”, que era um “ringue aberto”, e com o seguinte resultado: “nocaute no segundo round, sem chance de recuperação para o rapaz, que foi acolhido pelos seus ‘segundos’ e levado para o chuveiro”. A matéria diz: “E o próximo combate já tem data e local para acontecer”. Mais: “Durante o fim de semana, nas arenas da Uerj, o Congresso Estadual do partido promete fortes emoções aos espectadores”.

Obviamente, se a agressão fosse feita por um político de direita, o site Extra pediria investigação policial e prisão do agressor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Coloque seu nome aqui