Após detenção de seu vice, Cristina Kirchner também pode parar na cadeia

COMPARTILHAR

Depois da detenção do ex-ministro do Planejamento de todos os governos Kirchner, o engenheiro Julio De Vido, semana passada, acusado de corrupção, nesta sexta foi a vez a vez do ex-vice presidente de Cristina Kirchner, o polêmico Amado Boudou, denunciado por enriquecimento ilícito.

O Globo argumenta e questiona: “O cerco está se fechando cada vez mais e na Argentina uma pergunta se impôs: a Justiça irá até as últimas consequências nas investigações sobre a corrupção durante o kirchnerismo (2003-2015) e ordenará, até mesmo, a prisão de Cristina?”.

Muitos acreditam que sim, lembrando que os tribunais portenhos já se atreveram a prender um ex-presidente, Carlos Menem (1989-1999), pouco depois de sua saída do poder. O fato de Cristian ter sido eleita senadora nas legislativas de 22 de outubro não são obstáculo para sua prisão.  O Congresso já votou a favor da suspensão de sua imunidade.

Os votos dos parlamentares ligados à Cristina são insuficientes para retomar sua imunidade.

Analistas locais dizem que o cenário de Cristina presa é cada vez mais provável.

A matéria lembra que “ex-aliados da ex-presidente pediram publicamente que ela defenda seus ex-funcionários. Que faça alguma coisa para impedir que a Justiça continue prendendo kirchneristas. Por enquanto, Cristina não parece disposta a defender ninguém a não ser a ela mesma”.

Cristina foi acusada de ter favorecido em concessões de obras públicas a empresa Austral Construções, de Lázaro Báez, sócio da família Kirchner, preso desde abril de 2016. Cristina e Báez, entre outros, já foram processados pelo juiz Julián Ercolini. O magistrado embargou US$ 625 milhões da ex-presidente.

Ela tomou um processo do  juiz Claudio Bonadio, que considerou que existem provas suficientes para demonstrar que a ex-chefe de Estado esteve envolvida na associação ilícita que operou na venda de dólar futuro no Banco Central e causou prejuízo estimado em R$ 7 bilhões ao país.

O caso está nas mãos do juiz Sebastián Casanello, que investiga supostas operações de lavagem de dinheiro financiadas com recursos de obras públicas. O juiz ordenou a prisão de Lázaro Báez e está investigando o envolvimento da ex-família presidencial nos negócios do empresário.

1 COMENTÁRIO

  1. O PERVERSO SE GLORIA DA SUA PRÓPRIA PERVERSIDADE; E ASSIM PROCURÁ SE JUSTIFICAR NA VINGANÇA, EM MAIS MAIS PERVERSIDADE EXERCITAR, DOS QUE SE MOSTRAM SUJEITOS Á ESCRAVIDÃO. SE FAZEM, EM DESTRUIÇÃO TAMBÉM DO FILHO, QUE DIZEM AMAR; MAS, COMO UM OBJETO, E QUE VIRÁ TAMBÉM POR SER DROGADO COROAR VINGAR-SE; E DOS SEUS MUSEUS ESTÃO SEUS ROSTOS NUS DA PRÓPRIA MISÉRIA DOS AMORES DIVIDIDOS DE CORPOS CORTADOS POR ATLETAS; E COMO DE “CARNES, QUE DA FRIBOI” QUE ESTÃO POSTAS DUVIDOSAS, NO MERCADO POR PREÇO I” . E, PEGARÃO O PRÓPRIO MICROFONE, E DE ONDE SE ALVORARÃO DE SÁBIOS AOS JOVENS INDEFESOS, COMO DE SI, MATAM OS PRÓPRIOS FILHOS!
    DA SENHORA DE FÁTIMA, FAZEM DA IMAGEM, POR SUAS PERVERSAS FANTASIAS !

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Coloque seu nome aqui