Líder do sindicato que criou Lei Anti-Uber diz que “pobre tem que se conformar é pobre”

COMPARTILHAR

SÃO PAULO — Natalício Bezerra, o presidente do Sindicato dos Taxistas de São Paulo – SINDITAXI – afirmou em uma entrevista à TV Folha que pobre “não vai querer carro na porta” e que “tem que se conformar que é pobre”.

O advogado de Bezerra é o autor da PLC 28/2017, que será votada hoje pelo Senado Federal em regime de urgência.

O projeto foi proposto na Câmara de Deputados por Carlos Zarattini, PT, e pretende subordinar os aplicativos de transporte particular as prefeituras, além de impor outras burocracias que poderão gerar mais de 500 mil desempregados, por inviabilizar as plataformas dos aplicativos como funcionam hoje.

Natalício também declarou na mesma entrevista que a cidade de São Paulo “tem táxi demais” e que “o pobre não sabe nem o que é isto [falando sobre o Uber]”. 

As informações são do ILISP.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Coloque seu nome aqui