Uber lança campanha contra lei PLC 28/17 que visa prejudicar 18 milhões de usuários e colocar 500.000 pessoas no desemprego

COMPARTILHAR

Talvez um dos mais crueis projetos de lei dos últimos tempos, o PLC 28/17 vai ser votado no Senado na próxima terça (31).

O objetivo do projeto é colocar uma série de impeditivos aos aplicativos de mobilidade, como Uber e Cabify.

Esses impeditivos visam aumentar o preço dos serviços, tirando o diferencial que faz  grande parte da população utilizá-los. Com isso, 500.000 motoristas perderão o emprego, pois em um período de alto desemprego dirigir para aplicativos como Uber e Cabify se tornou uma fonte de renda para muitas pessoas desempregadas.

Vale lembrar que o presidente de um dos sindicatos de taxistas, Natalício Bezerra Silva (do Sinditaxisp), disse que “o pobre tem que se conformar que ele é pobre”.

Nesse meio tempo o Uber lançou uma campanha contra o projeto PLC 28/2017, explicando as razões para a luta pelo direito ao trabalho de 500.000 motoristas e o fornecimento de serviço para mais de 18 milhões de usuários.

Assista:

A hashtag é #leidoretrocesso e o site é www.leidoretrocesso.com.

3 COMENTÁRIOS

  1. Absurdo querem monopolizar o transporte sendo w isso e um dos piores servicos q temos uber veio pra revolucionar e não podemos regredir a esessa altura das coisas!

  2. Que legal! Olha o governo querendo arrecadar com multas de alcoolemia novamente!!!! Tá tudo certo… Adeus livre concorrência!!! Vamos para as ruas!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Coloque seu nome aqui