Extrema esquerda agride youtuber Rafinha BK em “debate” sobre Queermuseu e MP silencia

COMPARTILHAR

RIO GRANDE DO SUL – Na noite da última sexta-feira, 20, a Parada Livre de Porto Alegre promoveu um “debate” sobre a exposição Queermuseu – Cartografias da Diferença na Arte Brasileira, encerrada antecipadamente pelo Santander Cultural.

O evento ocorreu no Sindicato dos Bancários. Estiveram presentes o curador da exposição, Gaudêncio Fidélis, o procurador do Ministério Público Federal Paulo Cogo Leivas e o desembargador do Tribunal Regional Federal Roger Raupp Rios

O ativista político Rafinha BK, contrário a exposição, também esteve no local e acabou sendo agredido e retirado.

O Zero Hora noticiou de forma errada que se tratava de um integrante do Movimento Brasil Livre, contudo, Rafinha não faz parte do MBL.

Os representantes da Justiça que estavam no local não intercederam para que houvesse o contraditório no “debate”.

Fonte: Zero Hora

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Coloque seu nome aqui